busca no site


A tríade do design emocional: comparações e intersecções semióticas

Resumo/Abstract

Julia Julia Yuri Landim Goya

Leonardo Alvarez Franco

Luiz Carlos Paschoarelli

Paula da Cruz Landim

Galdenoro Botura Júnior

Resumo

O trabalho que segue teve como intenção traçar relações entre a tríade semiótica criada por Pierce e compará-la às divisões realizadas por teóricos do Design Emocional e áreas afins. Este levantamento bibliográfico teve como conclusão a construção de relações metaprojetuais entre as teorias apresentadas com o intuito de fornecer ferramentas para elucidar os anseios do usuário durante o desenvolvimento de produtos.

Palavras-chave: Design Emocional. Tríade Semiótica. Design Teórico.

Abstract

The work that follows was intended to draw relationships between the semiotic triad created by Pierce and compare it to the divisions performed by Emotional Design theorists and related areas. This bibliographical survey had as conclusion the metaprojectual relationship between presented theories which goal was to provide tools to clarify the user yearnings during the products projectual process.

Keywords: Emotional Design. Semiotic Triad. Theoretical Design.

Paper / PDF

Download PDF

 

Bibliografia

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

CARDOSO. Rafael. Design para um mundo complexo. São Paulo: Cosac Naify, 2012

CASTRO, J. A. G. F. Sistema delineador em design de superfície para significação e identidade arquitetônica corporativa. (Doutorado em Arquitetura) – Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo, Universidade Estadual de Campinas, Campinas. 2016.

DESMET, Pieter; HEKKERT, Paul. Framework of product experience. International Journal of Design, vol. 1, nº 1, 2007. p. 13–23.

FRANÇA, Maureen Schaefer, QUELUZ, Marilda Lopes Pinheiro.

A herança do Kitsch no design de frascos de perfume no século XXI. Em: Design & Cultura Material / organização: Marilda Lopes Pinheiro Queluz – I ed. Curitiba: Ed.UTFPR, 2012

FORTY, Adrian. Objetos de desejo: design e sociedade desde 1750. Cosac Naify, São Paulo, 2007

GOMES FILHO, J. Design do objeto: bases conceituais. São Paulo: Escrituras, 2006.

KARJALAINEN, T. M. Semantic transformation in design: communicating strategic brand identity through product design references. Finlândia, University of Art and Design Helsinki: 2006.

MENDES, M. D, Cultura Material e Design: trajetórias sociais de artefatos em contexto materiais e culturais de produção, circulação e consumo. Em: Design & Cultura Material / Organização: Marilda Lopes Pinheiro Queluz. 1ed. Curitiba: Ed. UTFPR. 2012

MUNARI, B. Comunicação Visual. Coimbra: Edições 70. 2006

NIEMEYER, L. Elementos de semiótica aplicados ao design. São Paulo: 2AB, 2009.

NORMAN, Donald A. Design emocional: porque adoramos (ou detestamos) os objetos do dia a dia. Rio de Janeiro: Rocco, 2008.

ONO, M. M. Design e cultura: sintonia essencial. Curitiba: Edição da Autora, 2006.

SANTAELLA, L. Matrizes da linguagem e pensamento: sonora, visual e verbal. São Paulo: Iluminuras, 2005a.

SANTAELLA, L. O que é semiótica. São Paulo: Editora Brasiliense, 2005.

SUDJIC, Deyan. A linguagem das coisas. Rio de Janeiro, Editora Intrínseca, 2010

 

  • RSS
  • email
  • Digg
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • MySpace
  • Netvibes
  • StumbleUpon
  • Tumblr
  • Twitter