busca no site


Placas de banheiro: um estudo sobre iconografia de gênero e estereótipos em design

Resumo/Abstract

Maria Beatriz Ardinghi

Resumo

Placas de banheiro compõem um tipo de sinalização cuja dimensão pragmática pode ser entendida pela necessidade comunicacional em relação à distinção de gênero. Mais do que indicar um equipamento no ambiente, sua função primária tem sido, historicamente, a de identificar e distinguir masculino e feminino, de forma a orientar o usuário para sua utilização. Composições visuais variadas constituem um acervo de soluções comunicacionais que vão desde pictogramas esquemáticos a elaboradas peças artesanais cujo propósito é caracterizar a diferenciação binária entre os gêneros. Porém, face ao aumento das discussões que se referem à gênero e sexualidade, este trabalho propõe observar a questão da iconografia de gênero por meio desses artefatos, a fim de refletirmos sobre a relação do design com os estereótipos sociais. Para tanto, apresenta o resultado da análise semiótica de 455 conjuntos existentes com foco na relação entre o design desses artefatos e os estereótipos de gênero.

Palavras-chave: Placas de banheiro. Estereótipo. Iconografia de gênero. Siñalética.

Abstract

Bathroom signs can be understood by the communicational need in relation to the gender distinction from a pragmatic point of view. More than indicating an equipment in the environment, the primary function of this type of signage is to identify male and female, in order to guide the user according to their own identification. Distinct compositions form a collection of communicational solutions ranging from schematic pictograms to elaborate handmade artfacts whose purpose is to characterize binary differentiation between genders.However, facing an increase in the discussions about gender and equality of rights, this paper proposes to observe the issue of gender iconography in order to reflect on the relation of design to social stereotypes.To do so, this paper presents the result of the semiotic analysis of 455 sets of existing bathroom signs focusing on the relationship between the design of these artifacts and gender stereotypes.

Keywords: Bathroom signs. Stereotypes. Gender iconography. Siñalética.

Paper / PDF

Download PDF

 

Bibliografia

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

AMERICAN INSTITUTE OF GRAPHIC ARTS (AIGA). Symbol Signs. Disponível em <https://www.aiga.org/symbol-signs> Acesso em 11/03/2018.

BHABHA, Homi K. O local da cultura. Ed. UFMG: Belo Horizonte, 2013.

CABECINHAS, Rosa. Representações sociais, relações intergrupais e cognição social. Paidéia (Ribeirão Preto), vol.14, nº 28. May/Aug. 2004. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?%20script= sci_arttext &pid=S0103-863X2004000200003&lng=en&nrm=iso&tlng=pt> . Acesso em 10/04/2018.

CALORI, Chris. Signage and Wayfinding Design: A Complete Guide to Creating Environmental Graphic Design Systems. John Wiley & Sons, Inc. New York, USA, 2007.

CAMINHA, Tibério; FERREIRA, Dina Maria Martins. Estereótipo de gênero e multidimensionalidade: da exclusão à resistência. Revista Desempenho, vol.1, nº 24, 2015.

CENTRO LATINO-AMERICANO EM SEXUALIDADE E DIREITOS HUMANOS. Princípios de Yogyakarta. Disponível em <http://www.clam.org. br> Acesso em 21/03/2018

COSTA, Joan. Señalética. Barcelona: Enciclopedia del Deseño, 1989 COSTA, Joan. Diseñar para los ojos. Grupo Editorial Design, La Paz, Bolívia, 2003.

D’AGOSTINI, Douglas. Design de sinalização. São Paulo: Blucher, 2017.

GROSSI, Miriam Pillar. Identidade de gênero e sexualidade. 2015 Disponível em <https://www.researchgate.net/publication/ 267977995 _IDENTIDADE_DE_GENERO_e_SEXUALIDADE> Acesso em 11 Mar 2018.

JESUS, Jaqueline Gomes de. Orientações  sobre identidade  de  gênero: conceitos e termos. Brasília, 2012

LIPPMANN, Walter. Opinião pública. Petrópolis: Vozes, 2008.

LYSARDO-DIAS, Dylia. A Construção e a desconstrução de estereótipos pela publicidade brasileira. Stockholm Rewiew of Latin American Studies. n. 2: 25 – 35

MACRAE, N., MILNE, A., BODENHAUSEN, G. Stereotypes as energy-saving devices: A peek inside the cognitive toolbox. Journal of Personality and Social Psychology, n. 66: 37-47.

MARTINO, Luís Mauro Sá. Teoria da comunicação: ideias, conceitos e métodos. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

MORRIS, Charles W. Fundamentos da teoria dos signos. São Paulo,

Editora da Universidade de São Paulo, 1976.

NIEMEYER, Lucy. Elementos de semiótica aplicados ao design. Rio de Janeiro: 2AB, 2003.

SCOTT, Joan Wallach. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação & Realidade. Porto Alegre, vol. 20, nº 2, jul./dez. 1995, pp. 71-99

 

 

  • RSS
  • email
  • Digg
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • LinkedIn
  • MySpace
  • Netvibes
  • StumbleUpon
  • Tumblr
  • Twitter